Menu Fechar

A JSD defende a valorização da Educação não formal

Esta proposta visa garantir que os jovens que se dedicam ao voluntariado ou a outra qualquer actividade de reconhecidos méritos para a comunidade seja beneficiado no acesso ao Ensino Superior.

A proposta pretende aproximar os jovens que, independentemente do sucesso escolar, vejam valorizada uma parte da sua formação. A participação em diversas associações e o contacto com a comunidade é, no nosso entender, fulcral para o processo de aprendizagem e formação do jovem. A sua inserção nas competições desportivas como federado bem como o estatuto do voluntariado, sobre as mais diversas formas, é uma forma de inserção dos jovens na sociedade.

Além disso, o contributo dos jovens nas diversas associações de caracter cultural, social ou desportivo traduzem-se em ganhos comunitários no que diz respeito ao contacto, modernização e renovação das estruturas.

Assim a JSD pretende que esta participação informal, com um efeito multiplicador único para a a sociedade madeirense, seja positivamente discriminada. É fundamental valorizar, o empenho, interesse e dedicação.

A formação de um jovem cidadão não se faz apenas dos livros.

A esta ideia poderemos sempre considerar a possibilidade de criar, de forma contemporânea, uma rede regional do voluntário, entre associações do sector e a Direcção Regional de Juventude e Desporto, para que os jovens tenham uma maior facilidade com o sector e saberem à partida os critérios de admissibilidade da discriminação positiva que se pretende implementar.

#LiderarParaTi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *