Menu Fechar

Cafôfo & Iglésias Vs. Noção

Deve ser prática socialista anunciar fora uma coisa e dentro de casa outra coisa completamente contrária. Já foi assim com o governo de António Costa. Em Bruxelas diziam e apresentavam os números reais e em Lisboa diziam e apresentavam outros números. A matemática não engana, nem o algodão, que certamente viria muito sujo.

A receita regional parece idêntica. Passar a ideia ao máximo de que quem tem a mão na massa, neste caso quem trabalha, adultera os dados epidemiológicos que são transmitidos. Repetindo esta ideia até à exaustão pode convencer alguns, mas logo cai essa lógica, pelo menos dos mais atentos, quando vemos a eurodeputada Sara Cerdas fazer o oposto daquilo que é praticado por cá. A doutrina praticada por Paulo Cafôfo e Miguel Iglésias manda que qualquer socialista ataque de forma deliberada tudo o que tiver a cor laranja.

Vamos acompanhar o desenrolar da eurodeputada Sara Cerdas que vai lutar para uma clarificação dos dados, já que não considera que estes estejam de acordo com a situação atual. Ou seja, é suposto o famoso quadro que Cafôfo tanto tem mostrado nos últimos dias estar com cores diferentes. Cores mais positivas, vamos considerar assim, o que pode ser um problema visto que a lógica do quanto pior melhor vai desvanecer-se aos poucos e as supostas intenções de voto podem baixar. Este pensamento é tão certo quanto o sol vai nascer amanhã. Infelizmente é com este tipo de oposição que contamos, de baixo nível e sem carácter. São os mesmo que criticam a inação da justiça, mas quando existem casos envolvendo dirigentes do PSD ignoram os princípios elementares dessa mesma justiça, apelando à justiça popular e das redes sociais esperando com isso prejudicar intenções de voto. A justiça não deve ser politizada como estes fizeram no Monte. O problema é que fazem da política uma brincadeira e alguns dão voz a este jogo de meninos.

Pedro Ortelá
Presidente da JSD Porto Santo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *