Menu Fechar

O PÓS – A verdade torna-nos mais fortes

A realidade em que nos encontramos no ano 2020

Atualmente constatamos que se passaram seis meses do início daquele que diziam ser o melhor ano após a crise financeira de 2007 que assolou a Zona Euro e em consequência o nosso país. Certamente marcará a década de vinte sem precedentes na qual jamais esqueceremos. O tema que todos nós mais ouvimos e pronunciamos, é, de facto, a COVID-19. Fria e sem pudores traz consigo inúmeros prejuízos e repercussões para todos os madeirenses e não só, será o descalabro. Desemprego é de facto uma das grandes resultâncias deste nosso novo inimigo do dia-a-dia. Não só, mas também, um dos nossos pontos mais fortes, o turismo, que representa 25% do PIB da nossa região, e derivado à sua privação, será mais uma sequela para esta fase importante da nossa reconstituição.

O nosso bom exemplo, como governo e cidadãos é de louvar. Mas não nos fará fugir à tão temida CRISE. Instabilidade esta que nos leva a uma carência inevitável. Mas lutamos e iremos conseguir superar. A rotina começa a ressurgir das “cinzas” para aqueles que mantiveram o seu trabalho, a sua ocupação, o seu passatempo. Um bem-haja a quem conseguiu suportar e com o pouco fez o muito. Mas… e quem tudo perdeu? E quem tirou de si para dar aos seus? E quem com o pouco fez tudo? E quem neste momento nada tem e sobrevive nem sabe como? Mil e uma questões pairam sobre a nossa cabeça o que nos faz acreditar no impossível.

Um dos pontos com mais relevância e com mais prejuízo é a saúde mental de quem enfrentou o que nunca imaginou. Estes são danos irreversíveis, que por muita ajuda e bom senso que haja, nunca serão recuperados. E são estas pessoas que talvez ainda acreditam, estão de pé e merecem uma salva de palmas. Talvez não agora nem num futuro próximo, porque o nosso caminho é longo de percorrer, mas voltaremos a estar em alta, com os nossos problemas banais.

Contudo, é essencial continuar a cumprir o que nos compete, evitar o que pudemos evitar e pensar sempre que o dia de amanhã, será um dia melhor. Porque na verdade, será. A esperança começa a surgir com o desconfinamento que dá um novo brilho ao olhar das pessoas. Assim, aos poucos, com toda a força e fé renascemos prontos para mais uma nova etapa sempre com a esperança que num futuro próximo haveremos de voltar ao que éramos, mais fortes, mais sábios e mais seguros. É importante confiarmos em nós mesmos e no nosso triunfo. Ter fé e esperança e lutar até superarmos. Com determinação tudo se consegue. E nós conseguimos.

Teremos de ser um por todos e todos por um. O que tiver de ser feito, o que pudermos ajudar, a quem pudermos estender a mão. A região neste momento depende dos seus residentes.

A crua e verdadeira realidade: não estávamos preparados para isto. Mas vencemos, por agora. O quão bom e orgulho temos em dizer que somos Madeirenses e somos um exemplo.

Os pequenos gestos: um abraço, um beijo, um sorriso, nunca significaram tanto.

Mariana Pêssego
Presidente do Núcleo da JSD Camacha

#LiderarParaTi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *